Queremos te conhecer! 

Caso queira mais informações sobre a DanzaMedicina (Formações, Workshops, Eventos, Parcerias e Colaborações), ou simplesmente queira se conectar, preencha o formulário. 

           

123 Street Avenue, City Town, 99999

(123) 555-6789

email@address.com

 

You can set your address, phone number, email and site description in the settings tab.
Link to read me page with more information.

Responsabilidade Social

responsabilidade social 

 
 

Olá Hermanas!

 

Como mulher, reconheço as dificuldades em ser mulher. Devo admitir minha posição de privilégio- como mulher branca, de classe média,  com apoio financeiro, emocional e intelectual- que me serviram de base consistente para a construção de quem me tornei e sou. 

Ainda sim, dialogo e me motivo desde minha  jornada pessoal, que sob as amarras limitantes dos papéis sociais do feminino, experimentei  violências,  abusos,  distorções, o desrespeito. Foi agarrando com os dentes as correntes que me elevaram que pude me desprender de muitos espaços de escassez, vulnerabilidade, abandono  e desertos psíquicos- que se manifestavam claramente por ser mulher e sofrer os rigores depreciativos de uma sociedade patriarcal. 

Iniciei a atuar no ano 2000, quando assistia crianças carentes vítimas de câncer em um centro de oncologia em Minas Gerais- na época, minhas ferramentas eram o reiki e a palhaçaria. Desde então se passaram os anos e minhas formas de atuação foram também se transformando. 

Até 2015 grande parte de meu trabalho como terapeuta era compartilhado através de doações espontâneas, que nem sempre eram feitas em consciência do real valor de partilha e energia de troca, me impossibilitando seguir minha jornada como mãe solo e mulher sonhadora em busca de uma terra para repousar e de um teto para reconfortar. Quase uma década sem casa e a necessidade de voltar ao sistema veio com o impulso de contribuir de forma ainda mais eficiente! 

Daí partiu meu trabalho- do desejo de salvar a mim mesma e de salvar outras mulheres, que como eu, precisavam se erguer em seu poder e inteireza- trabalhando desde o além de dentro- reestruturando o esqueleto psíquico e fortalecendo o senso de si em alinhamento, essencia e integridade- sendo, no mundo- após a cura do Eu, caminhamos para a cura do Nós! Mesmo que nas mídias sociais eu tenha me dedicado durante quatro anos a compartilhar saberes, textos, inspirações e informações gratuitamente- mesmo que a Mandala da Lua já tenha chegado à vida de mais de 30 mil mulheres... mesmo que o feedback sobre a mudança de vida dessas tantas mulheres seja tão positivo, eu senti que ainda não era o suficiente! 

No início de 2018 abrimos algumas portas de atuação:

  • A criação do projeto DanzaMedicina Ubuntu 
  • oferecendo 20% de desconto a lideranças militantes  femininas para participação em nossos cursos presenciais; 
  • a indução de interventoras a partir do DanzaMedicina Deepening Brasil- constando a atuação em projetos sociais como parte da grade de formação de nossas futuras multiplicadoras; 
  • bolsa integral para o Programa Online DanzaMedicina para todas aquelas mulheres que possuem o registro no Cadastro Único (CADUNICO),  do governo federal, ou como filhas de mulheres registradas pelo programa- como resultado, tivemos 20% das participações no cursos sendo oferecidas gratuitamente. 

Uma outra novidade é o projeto EsquizoMulher, que através da arte fotográfica e textos incita ao sagrado feminino a ir além do próprio utero. Um convite à reflexão, conscientização, pensamento crítico e direcionamento do olhar a respeito da invisibilidade social, exclusão, opressão, luta de classes, racismo, sexismo, homofobia e violência. Um convite a sair desta amnésia política que ainda vê o empoderamento feminino de forma simplista, dando vazão a manobras deste capitalismo monopolista contemporâneo e suas políticas conservadoras obsoletas. 

Em 2017 a DanzaMedicina firmou uma parceria com a Organização Social Íntimo Colorido repassando 3% do valor arrecadado com a segunda edição do Programa Online da DanzaMedicina para contribuição com as iniciativas deste projeto. Conheça mais pelo site: www.intimocolorido.com.br

Ouça e se inspire (um podcast quentíssimo de Priscila Dias-  fundadora e visionária da Organização Social Íntimo Colorido): https://hiperbolico.com.br/2017/10/19/7-mulheres-invisiveis-quem-sao-elas/

Assista o video e conheça uma das ações apoiadas pela DanzaMedicina no projeto Intimo Colorido: "Mulheres Refugiadas": 

 

Você também acredita no ativismo feminista como janela para a humanização? Quer saber mais ou tem algo a contribuir? Nós queremos te ouvir: entre em contato pelo connect@danzamedicina.net

Sim, a transformação é coletiva!

Compartilhando os méritos- em amor, serviço, humildade e gratidão,

Morena Cardoso