Queremos te conhecer! 

Caso queira mais informações sobre a DanzaMedicina (Formações, Workshops, Eventos, Parcerias e Colaborações), ou simplesmente queira se conectar, preencha o formulário. 

           

123 Street Avenue, City Town, 99999

(123) 555-6789

email@address.com

 

You can set your address, phone number, email and site description in the settings tab.
Link to read me page with more information.

Vaporização de Útero

Blog

Reclaim your Wild Feminine Essence. 

Vaporização de Útero

DanzaMedicina


MANDALA DA LUA 

Empodere-se! Aprenda sobre seu corpo, seus ciclos e sua essência feminina sagrada! Cadastre-se aqui e receba gratuitamente nossa Mandala da Lua e Calendário Lunar. 



 

“O útero não é um lugar para guardar medo e dor. O útero é um lugar para criar e dar luz à vida”

The Visionary Photographic Art of Chanel Baran 

The Visionary Photographic Art of Chanel Baran 

Nosso ventre é o centro de onde pulsa o nosso feminino. A partir deste ventre criamos vida, através dele criamos a nossa própria realidade e manifestamos as nossas verdades internas. A partir de nosso ventre, nos aceitamos, nos relacionamos e nos honramos- como merecedoras do prazer, da abundância, da nossa essência cíclica e do potencial fértil de nossa mente, corpo e espírito.

Nosso ventre guarda memórias ancestrais de sabedoria e poder da mulher sagrada; mas também pode guardar muitas informações do inconsciente coletivo e de nossas memórias pessoais; em forma e emoções reprimidas, medos, memórias de abuso, desconexão, repressão, padrões limitantes e crenças arraigadas.

A Vaporização do Útero nos chega como um relembrar e resgate de antigas práticas da tradição do feminino, utilizada desde tempos imemoriais por diversas tradições e culturas ao redor do mundo. Este simples e poderoso ritual vem com o intuito de limpar, curar e reequilíbriar nossa Yoni(vagina em sânscrito) e útero sagrado;  em todos os diferentes níveis e aspectos de nosso Ser Mulher.

COMO AS VAPORIZAÇÕES DE ÚTERO PODEM AJUDAR VOCÊ?

Tha Visionary Photographic Art of Chanel Baran 

Tha Visionary Photographic Art of Chanel Baran 

- Redução da dor, desconforto, inchaço e exaustão causados pela menstruação;

- O sangue se torna mais claro, mais brilhante, flui com mais facilidade e o ciclo se torna mais regular. Lembrando que o sangue menstrual deveria ser vermelho brilhante, não possuir coágulos e fluir com facilidade.

- O Calor é uma excelente medicina para nosso sistema reprodutor: enquanto o frio traz contração, o calor auxilia na abertura e liberação. A umidade da vaporização suaviza o útero e os tecidos trazendo vitalidade, nutrição e vibração ao nosso corpo de mulher;

- Dá força à saúde reprodutiva e à fertilidade, à reconexão com o nosso potencial criativo;

- Acelera o processo de recuperação e tonificação do sistema após o parto;

- Auxilia no tratamento de miomas uterinos, cistos ovarianos, endometriose;

- Ajudam a harmonizar o processo da menopausa. O vapor aquecido traz revitalização, ameniza a secura vaginal e nutre uma profunda ligação com o seu feminino neste tempo de transformação e renascimento;

- Desintoxica o útero e ajuda a remover as toxinas do corpo;

- Auxilia na recuperação física, mental e espiritual após um aborto; limpando, reconectando e reconfortando; dando apoio a este período de mais vulnerabilidade e fragilidade;

- Auxilia em casos de dor e/ou tensão na região pélvica, incômodo e desconforto durante a relação sexual: A vaporização de útero ajuda a relaxar a musculatura pélvica. Combine a vaporização com a respiração profunda, diafragmática; observe e esteja consciente de sua respiração enquanto relaxa a musculatura pélvica; criando amor e conexão com seu feminino sagrado.

- Histerectomia ou outras cirurgias pélvicas: O calor pode ser uma terapia calmante para o tecido cicatrizado. A vaporização pode também ajudar na reconexão energética e emocional com o seu feminino após esta experiência. Lembre-se de respirar durante as vaporizações; respirando profundo e relembrando a todas as células de seu corpo que mesmo que você não tenha mais um útero ou ovários, o seu feminino sagrado permanece intocável!

The Visionary Photograhic Art of Chanel Baran

The Visionary Photograhic Art of Chanel Baran

QUANDO DEVEMOS EVITAR AS VAPORIZAÇÕES

- Em caso de gravidez ou suspeita de gravidez.

- Caso você esteja sangrando

- Se você tiver DIU ou qualquer outro dispositivo de contracepção no local.

- Caso tenha uma infecção vaginal ou ferida aberta

 - Em condições específicas que impõem contraindicações específicas.

COMO FAZER EM CASA:

Para a quantidade, recomendo que você siga a sua intuição. Como uma fórmula geral você pode usar 2 (dois) litros de água para 40g de plantas secas ou 80g de plantas frescas.

Busque um local aconchegante e harmonizado onde você possa fazer este ritual. Você pode ouvir uma musica relaxante, ascender velas, incensos, diminuir as luzes... pode criar para você mesma um ambiente de acolhimento e repouso; um lugar sagrado para a conexão e honra do seu feminino. Separe alguns cobertores para utilizar durante o processo e tenha certeza de que você estará bem aquecida antes, durante e depois!

Coloque as ervas em um pote grande(utilize preferencialmente vidro ou barro),  e cubra-as com água morna e vá massageando levemente as plantas dentro da água enquanto coloca a intenção da manifestar a cura e nutrição que o seu corpo necessita. Leve o pote ao fogo junto às ervas por 10 minutos (Algumas pessoas preferem não ferver a erva, mas apenas jogar a água quente sobre elas. São duas formas de o fazer. Sinta em sua intuição e faça como achar melhor!)

Espere até que a água esfrie um pouco e sente-se acima do pote de forma que o vapor alcance a entrada de sua vagina. Para isso você pode utilizar por exemplo uma banqueta virada de lado, sentando-se sobre os pés do banco e deixando a vagina sobre o espaço aberto. Pode também se agachar ou se acocorar; use sua criatividade e descubra como se sente mais confortável!

Utilize alguns cobertores para se cobrir e manter o vapor dentro. Para uma experiência de mais introspecção e profundidade, cubra toda a cabeça e fique ai no escurinho até que a água comece a esfriar. Durante o tempo da vaporização, mantenha a mente tranqüila, os pensamentos positivos e a sua vibração elevada, construindo dentro de si um espaço de gratidão, sacralidade e consciência. Se abra para se conectar com a força e poder destas plantas e com o amor que elas têm a lhe oferecer. Se abra para sentir esse cuidado por ti mesma, por sua Yoni, por seu corpo de mulher, por seu Ventre Sagrado, pelo seu feminino.

Após o processo, mantenha-se bem aquecida, descanse e se ame. Tome chás de ervas, mova-se lentamente e não desperdice esta energia com pensamentos e ruídos mentais; medite, respire, esteja presente.  

QUAIS ERVAS UTILIZAR:

A regra de ouro é usar ervas comestíveis orgânicas, quer recém-colhidas ou secas. Algumas tradições oferecem fórmulas à base de plantas específicas para diferentes condições.

Deixe a sua intuição guiá-la para as plantas que você precisa, escolhendo aquelas pelas quais você se sente atraída! Para mais inspiração em trabalhar intuitivamente com plantas, um dos meus livros favoritos sobre o tema são os de Stephen Harrod Buhner.

A oração e a intenção é uma parte importante do trabalho com as plantas e uma forma potente de acesso à cura além do físico. Aqui não existe certo ou errado; ouça a voz de seu coração, refine sua intuição e deixe-se guiar pelo espírito das plantas.

ALGUMAS ERVAS SUGERIDAS:

Blend para Menstruação: Fazer de 1 a 3 vaporizações em seu período pré menstrual:

 Agipalma, Leonurus Cardiaca (ótimo para fadiga, cólicas e para ajudar no relaxamento). Artemísia, Artemisia Vulgaris (auxilia no fluxo menstrual). Manjericão, Ocimum Basilicum (estimulante uterino). Alecrim, Rosmarinus Officinalis (aumenta a circulação para os órgãos reprodutivos). Calêndula, Calendula Officinalis ( limpeza, cicatrização e antiinflamatório). Camomila, Matricaria Chamomilla (calmante para os tecidos vaginais).

Blend para TPM:

Artemísia, Artemisia Vulgaris (auxilia no fluxo menstrual). Orégano. Origanum Vulgare (calmante, ativa circulação). Folhas de Framboesa (fortalece, tonifica e relaxa o útero e músculos pélvicos). Pétalas de Rosa vermelhas (resfriamento, gentileza e adstringente para os tecidos dos órgãos genitais).

Blend para Menopausa:

Manjericão, Ocimum Basilicum (estimulante uterino). Folhas de Framboesa (fortalece, tonifica e relaxa o útero e músculos pélvicos). Malva-Branca, Althaea Officinalis (Secura Vaginal). Sálvia, Salvia Officinalis (Adstringente e Limpeza Espiritual). Camomila, Matricaria Chamomilla (calmante para os tecidos vaginais).

Blend para Fertilidade: Se você está ativamente querendo engravidar, pode usar o vapor da Yoni durante sua fase de pré-ovulação ou até ovulação, para se preparar para a concepção. Evite as vaporizações após a concepção. 

Alecrim. Rosmarinus Officinalis (aumenta a circulação para os órgãos reprodutivos).  Losna. Artemisia Absinthium (antifúngica e antibacteriana), Manjericão, Ocimum Basilicum (estimulante uterino). Calêndula, Calendula Officinalis ( limpeza, cicatrização e antiinflamatório). Camomila, Matricaria Chamomilla (calmante para os tecidos vaginais). Pétalas de Rosa vermelhas (resfriamento, gentileza e adstringente para os tecidos dos órgãos genitais). Lavanda. Lavandula (anti-séptico, antiespasmódico, sedativo, relaxante) .

Blend pós aborto: Você pode dar início às vaporizações quando parar de sangrar.

 Artemísia, Artemisia Vulgaris (auxilia no fluxo menstrual).  Orégano. Origanum Vulgare (calmante, ativa circulação) Calêndula, Calendula Officinalis (limpeza, cicatrização e antiinflamatório). Lavanda. Lavandula (anti-séptico, antiespasmódico, sedativo, relaxante).

Blend pós parto: Se você passou por uma cesariana, deve esperar um pouco mais para começar as vaporizações, até que esteja totalmente recuperada

Orégano. Origanum Vulgare (calmante, ativa circulação). Alecrim. Rosmarinus Officinalis (aumenta a circulação para os órgãos reprodutivos). Folhas de Framboesa (fortalece, tonifica e relaxa o útero e músculos pélvicos. Calêndula, Calendula Officinalis ( limpeza, cicatrização e antiinflamatório). Mil-folhas, Achillea Millefolium (adstringente, limpeza, antibacteriano).  Confrei. Symphytum Officinale (calmante, cicatrizante, tônica e analgésica)

Estes poderosos saberes tradicionais há muito tempo estão se perdendo e agora pedem para ser resgatados através da curadora interna que existe em cada uma de nós.

Não existe aqui a intenção de substituir os métodos da medicina convencional. Existe sim um chamado a repensar no retorno às origens de uma saúde onde corpo, mente e espírito caminhem juntos e em harmonia. Existe sim um chamado para que cada mulher comece a repensar sobre o quanto coloca o seu corpo a cuidado de terceiros e passe a se empoderar cada vez mais em seus processos de cura.

Existe aqui um chamado para que possamos, todas nós, como mulheres, ativar nosso potencial como herbalistas, feiticeiras, magas e curandeiras; com responsabilidade, consciência e humildade, recebendo a guiança dos espíritos das plantas e afinando nossa percepção em compreender nossos processos de cura e despertar como Mulheres Sagradas.  

Fotografia: The visionary Photographic Art of Chanel Baran: http://chanelbaranphoto.com

Unknown.jpg

*Texto por Morena CardosoMulher, mãe, terapeuta corporal, peregrina, buscadora, escritora, visionária da Mandala da Lua- Criadora e facilitadora da DanzaMedicina. Morena há mais de uma década percorre lugares sagrados ao redor do mundo em diferentes culturas e tradições originárias; resgatando saberes ancestrais do feminino e ferramentas de cura pela psicoterapia do corpo e movimento; compartilhados hoje a centenas de mulheres em diversos países, na forma de Workshops, Retiros e Vivências.