Queremos te conhecer! 

Caso queira mais informações sobre a DanzaMedicina (Formações, Workshops, Eventos, Parcerias e Colaborações), ou simplesmente queira se conectar, preencha o formulário. 

           

123 Street Avenue, City Town, 99999

(123) 555-6789

email@address.com

 

You can set your address, phone number, email and site description in the settings tab.
Link to read me page with more information.

A mulher e a manifestação do propósito.

Blog

Reclaim your Wild Feminine Essence. 

A mulher e a manifestação do propósito.

DanzaMedicina

É a primeira vez que compartilho publicamente este segredo. Quer saber como eu descobri o meu propósito de vida, depois de tantos anos perdida e sem foco? Como me tornei próspera e abundante, depois de uma vida vibrando no senso de falta e escassez? Como me realizei profissionalmente sem me perder de mim mesma, respeitando meus tempos internos, minhas relações e tudo aquilo que me dá prazer e bem estar?

Através de cinco práticas muito simples, mas que causaram um impacto profundamente significativo em minha vida!

Durante a ultima década da minha existência eu me dediquei completamente a compreender os mistérios dos saberes ancestrais do feminino sagrado. Para isso mergulhei em um profundo trabalho interno e peregrinei durante 10 anos em busca de lugares de poder, povos originários, curandeiras, parteiras, erveiras, abuelas e mulheres medicina das mais variadas culturas ao redor do mundo.

O que ofereço a você neste momento é a oportunidade de ter estes mistérios traduzidos por mim para a linguagem de uma mulher contemporânea, para que você possa seguir com sua vida prática experimentando enfim o verdadeiro poder do seu feminino!

Se prepare, aplicar essas dicas podem não só te trazer realização, abundância, prosperidade e conexão com seu propósito de vida, mas pode também transformar toda a sua realidade:

 

1-         Plantar a Lua: Resgatando o poder do seu sangue.

 

A idéia aqui é que você colete o seu sangue menstrual (com absorvente de tecido ou copo coletor) e passe a fazer rituais de oferenda com este sangue para a Terra. Parece louco demais?

Bem, este é um ritual muito antigo, uma prática usada por nossas ancestrais mais distantes mas que foi esquecida, gerando o esquecimento também do poder de magia que possui o nosso sangue!

Quando você entrega ritualmente o seu sangue para a terra, deve intencionar todas as coisas que você quer limpar da sua vida, para que comece um novo ciclo de forma mais alinhada com aquilo que você realmente deseja. Você pode por exemplo, intencionar a limpeza de algum padrão limitante, crença ou hábito que esteja te limitando: Você ainda acha que ter dinheiro te torna uma pessoa pior? Você ainda acredita que não é merecedora de viver uma vida abundante?  Você insiste em pensar que não está pronta, que não é boa o suficiente para exercer seu propósito no mundo? Continua se comparando e achando que tudo só vem com excesso de esforço? Ainda acha que precisa escolher entre viver o seu sonho ou cuidar de suas relações? Ainda acha que precisa ficar controlando tudo, para que as coisas saiam da melhor maneira?

Bem, então comece a mudar estes discursos agora mesmo! Entregue tudo isso para a Terra a cada novo ciclo junto com o seu sangue. A Terra vai transmutar tudo isso para você, camada por camada de auto sabotagem.

                                                                                    

 

Outra razão para oferecer o seu sangue ritualmente para a Terra, é o conceito de que desta forma nós estaríamos criando um canal de transmissão de saberes, desde a matriz de nosso útero até a Pachamama.

Isso quer dizer que podemos (e digo isso por experiência própria) acessar a sabedoria da terra e de nossas ancestrais, através da conexão com um novo campo informacional que é incorporado desde o nosso subconsciente. Assim nos tornamos automaticamente mulheres mais sábias, instintivas, mais conectadas com os tempos orgânicos. Passamos a perceber nossas ações, emoções e pensamentos com mais consciência e maturidade; em conexão e alinhamento com a nossa verdadeira essência. De quebra, a Terra ainda te ensina a ser mais abundantes, assim como ela! Entregar seu sangue ritualmente é uma forma de agradecer, de entregar um presente para a Terra em resposta a tudo o que ela tem te oferecido (olhe ao seu redor, tudo o que você vê, vem dela! Interessante que poucas pessoas se dão conta disso). A priori, todas as linhas de estudo que falam sobre empoderamento pessoal e espiritualidade, trazem o tema da gratidão como premissa para a transformação de nossa frequência vibracional, sendo indispensável no exercício da lei da atração! Isso não é bruxaria, é física quântica!

 

2-         A tenda Vermelha: A ativação de sua capacidade visionária e o reconhecimento do seu propósito interno.

 

Hoje vivemos em uma sociedade que nos prega seguir o tempo das máquinas e o tempo do relógio. Cronos nos engole e devora nossa capacidade de olharmos com profundidade a nós mesmas, de enxergar o sutil, de ser um receptáculo e ativar nossa capacidade visionária.

Nas antigas tradições matriarcais, as mulheres quando menstruavam eram convidadas a entrarem em uma tenda onde podiam trocar saberes, descansar, rezar e fazerem tudo aquilo que lhes dava prazer e presença. Neste momento elas eram liberadas de suas obrigações com a comunidade e ficavam completamente dedicada a si mesmas, umas as outras, e ao seu trabalho interno e espiritual.

Nestes tradições, sabia-se que a mulher enquanto menstrua, é um canal aberto para sonhos premonitórios, para acessar memorias inconscientes, para ter visões e receber insights. Depois que saiam de suas tendas vermelhas, entoavam um canto e compartilhavam com a comunidade tudo o que tinham visto, sentido e compreendido durante este tempo de retiro- todas as sugestões eram acolhidas pela comunidade pois o poder visionário da mulher era não só respeitado como também acolhido e reverenciado.

Hoje em dia as próprias mulheres não confiam em sua intuição, e quando querem confiar, culpam a falta de tempo por estarem tão desconectadas deste potencial.

A tenda vermelha não precisa ser uma tenda física, você não precisa ficar dias sem trabalhar... você pode criar esta tenda em sua mente e seu coração, e fazer pequenos movimentos na sua rotina que te ajudem a se conectar mais profundamente e conscientemente deste momento.

Quais as visões que lhê vem à tona enquanto você está menstruando? Quais os insights, as idéias, os projetos que surgem, para onde o caminho está apontando?

 

Todos os projetos de maior impacto em meu trabalho, vieram como uma visão enquanto eu estava menstruando- quando me dei tempo de ficar em silêncio e receber um sobro de inspiração sobre o que deveria ser feito no próximo ciclo que alí se iniciava! No início eu duvidava destas visões e minha mente limitada me dizia que aquilo era impossível: muito difícil, Morena! Muito maior do que suas capacidades, muito além de tudo o que você jamais imaginou, etc. Com o tempo passei a compreender a diferença entre a minha mente egóica, ansiosa por sinais e em excesso de controle, e a manifestação do meu verdadeiro propósito em ser um receptáculo; um canal de manifestação. Não só ficou mais fácil, como o reconhecimento, o sucesso profissional e os dígitos cresceram significativamente após este alinhamento e tomada de consciência.

 

3-         O conhecimento das fases do ciclo:

 

Desculpem os patriarcas de plantão, mas nós não somos lineares!!!

Sim, somos muitas mulheres em uma. Sim, nós mudamos o tempo todo. Não, não somos imprevisíveis e nossa ciclicidade não nos torna ineficientes.

Nossos hormônios flutuam em nossos corpos de mulher durante o nosso ciclo menstrual: morremos, crescemos, expandimos, decaímos e renascemos. Em uns tantos 28 dias, nós mulheres visitamos inúmeros lugares internos: diferentes arquétipos, diferentes formas de viver, de sentir, de relacionar, de pensar, de trabalhar, de ser!

É justificável que isso se pareça caótico, confuso e até um problema em nossas vidas de mulheres cíclicas. Porém, existe uma ciência por traz de tudo isso... uma sabedoria que quando compreendida e incorporada, nos traz um poder quase inimaginável!

Uma descoberta maravilhosa que eu fiz nesta jornada, é de compreender que quanto mais completa somos, mais bem-sucedidas profissionalmente nós nos tornamos. Esta é a forma pela qual estamos inteiras, ativamos diferentes aspectos e qualidades do nosso ser que podem nos complementar como tentáculos trabalhando em diferentes perspectivas em um mesmo projeto profissional!

Não adianta ser uma mulher com uma grande força masculina; de realização, pensamento lógico, ação, resolução... se você não tem trato com as pessoas com quem você trabalha ou se sua inteligência emocional está em baixa. Isso não se sustenta.

Não adianta você ser uma mulher extremamente materna, cuidadosa, amorosa e empática, se não consegue dizer o que pensa, colocar limites, fazer o que deve ser feito, arregaçar as mangas e ir à luta, dizer um bom e claro "não" quando necessário.

Não adianta ser uma mulher intuitiva, se você não consegue colocar em prática e manifestar as visões que recebe!

Estes são apenas alguns exemplos de mulheres unifacetadas. Porém, somos cíclicas e portanto, somos muitas em uma- e a consciência da pluralidade a nível profissional é extremamente bem vinda, especialmente se você aprende a reconhecer os padrões do seu ciclo e sabe quando e como usar cada uma destas facetas de maneira eficiente(aprenda sobre a Mandala da Lua)!

 

Sendo mais objetiva: Temos quatro fases em nosso ciclo menstrual, que duram em média uma semana cada uma e seguem o mesmo movimento cíclico das fases da lua, do sol, das estações do ano, etc. Cada uma destas fases nos sugere um novo movimento para que possamos nos alinhar com os nossos tempos internos e com a força e potencial de cada diferente aspecto de nosso ser mulher. Vejamos:

 

- Menstruação: Energia do inverno, da velha sábia. Fase de renascimento, de deixar pra trás o que limita, descansar, recuperar energia, receber os insights, deixar que as soluções de seus problemas te encontre, silenciar, sonhar, plantas as sementes de intenções para o novo ciclo.

 

- Fase pré-ovulatória : Do fim da menstruação até a ovulação. Fase da virgem, da guerreira. Momento de frescor, maior capacidade de aprender coisas novas, iniciar novos projetos. Força de ação, pensamento lógico e objetivo, discernimento, clareza mental, força de vontade, potencial realizador. Momento de agir, de colocar em prática, de manifestar.

 

- Fase Fértil: O período da ovulação. Arquétipo da mãe. Compartilhar suas idéias, de firmar equipes de apoio para projetos, se expressar com confiança, se expandir além de si mesma. Utilizar a energia materna em forma de empatia, compaixão, sensibilidade e acolhimento com você mesma, com seus sonhos, projetos e parceiros de trabalho! Facilidade de expressão, de dizer desde o coração sobre quais seus planos, visões e ideais. Momento de utilizar a energia sexual para potencializar o processo criativo, bom momento também para a resolução de conflitos.

 

- Fase Folicular: A TPM. Arquétipo da bruxa, a feiticeira. Fase de urgência criativa, de finalizar e concluir os projetos.

Este é um momento auspicioso para observar quais as questões internas e externas que impedem o seu sucesso, sua realização, seu crescimento profissional e pessoal, que impedem que você viva a realidade que você quer, merece e deseja!

Hora de colocar na balança o que é realmente necessário e eficiente, o que você quer ou não levar para o novo ciclo.

Hora de avaliar as suas escolhas e entrar em contato com as sombras por traz das suas intenções, atitudes, vontades, desejos. Momento de enxergar a si mesma com mais verdade, para crescer em sabedoria e alinhamento neste novo ciclo que irá em breve se iniciar junto com a menstruação.

 

Conhecendo cada uma fases que nos move, e entrando em equilíbrio dinâmico com cada uma delas, a cada novo momento, não só evitamos sermos vitimas de nossa ciclicidade, como utilizamos o poder de cada uma dessas fases para nos fortalecer e nos empoderar na caminhada de realização pessoal e profissional.

 

Hoje, meu calendário funciona muito mais pelo meu ciclo pessoal e lunar do que pelos tempos do calendário. Sei quando estou mais aberta ou mais introspectiva, mais acolhedora ou objetiva, mais cansada ou mais bem disposta; e assim vou organizando meus movimentos fora, de acordo com minhas verdadeiras necessidades internas. O trabalho desta forma se tornou muito mais saudável, prazeroso, orgânico e muito, muito mais eficiente! – Ver mais sobre a Mandala da Lua!

 

4-         A TPM: O termômetro para avaliarmos suas escolhas e afunilar seu caminho em direção a quem você realmente é.

 

Muitas mulheres hoje em dia têm aversão à TPM. Muitas mulheres me dizem: "mas eu não sou eu mesma durante a TPM”, enquanto na verdade elas estão sendo mais elas mesmas do que nunca, durante a TPM. Mas em que isso pode te ajudar no seu processo de realização pessoal e profissional?

 

A TPM é aquela que chega, te olha nos nossos olhos e pergunta: "Tá tudo bem mesmo? É isso que você quer? O que deveria ou poderia ser diferente? O que realmente te motiva? Isso é importante pra você ou precisa de algo diferente? Está fazendo sentido?"

Muitas vezes é difícil responder a estas perguntas; principalmente quando se esta vivendo em controling mode. Porém, são perguntas extremamente necessárias no processo de realização e alinhamento com o propósito de vida.

Não tem escapatória, enquanto você tentar tapar o sol com a peneira, vai perder seu tempo e desperdiçar a chance de viver em seu mais alto potencial. A TPM te convida a se legitimar e dizer a si mesma: quero assim, assim não, basta, isso precisa mudar! E assim seguimos, oferecendo em seguida o seu sangue para a Terra e deixando ir tudo aquilo que te amarra.

 

Observar os padrões repetitivos da TPM também é muito importante neste processo: muitas mulheres chegam na TPM e começam a reclamar que o ambiente de trabalho não é prazeroso, que ela não ama o que faz, que não suporta os parceiros de trabalho, que não vê sentido em fazer este ou aquele projeto, que está insatisfeita, frustrada, entediada, etc.

 

Quando digo tapar o sol com a peneira é: lutar desesperadamente para que a TPM passe rápido para que ela volte "ao normal”... tomar pílulas, antidepressivos, comer doces, fazer sexo, usar drogas, fazer compras, etc. Tudo isso pode ser tapar o sol com a peneira, quando se faz como muleta e distração de seus processos internos.

 

Quando se recebe a TPM como uma grande oportunidade de acessar seu mundo subterrâneo, suas feridas, seu corpo de dor, suas crenças e seu subconsciente- a mulher para de se distrair, para de colocar a culpa no que está fora, não mais desperdiça sua energia em ações/diálogos/resoluções ineficientes e principalmente, para de fingir que nada aconteceu depois que sua menstruação chega e as sensações se sutilizam.

 

Ciclo após ciclo, muitas mulheres repetem inconscientemente a mesma conduta: correndo atrás do rabo ao invés de evoluir em espiral. Para crescer e manifestar a vida que você deseja, é preciso entrar nos espaços de sombra: olhar para aquilo que não queremos, que temos vergonha, que nos gera medo, que sentimos culpa. Olhar para limpar; trazendo a luz da consciência para a ignorância, acolhendo nossa raiva, nossa tristeza, frustrações e tudo o mais que vier à tona durante esta fase, para que possamos seguir adiante nos curando e nos alinhando com nosso mais alto potencial!

 

 

5-         A fertilidade: O combustível para ativação de seu potencial criativo.

 

Muitas mulheres são extremamente desconectadas do poder de sua fertilidade. Passam uma vida se privando de serem férteis e só permitem que a fertilidade aconteça quando (e se) decidem engravidar.

Bem, nas tradições ancestrais do feminino sabe-se que a fertilidade vai muito além de gerar filhos. Fertilidade é o nosso poder criativo, nossa capacidade de conceber, gestar e parir a nós mesmas e às realidades que desejamos viver e manifestar.

Quando seu corpo estiver fértil, intencione direcionar esta energia de imensa força e poder para vibrar na frequência de tudo o que você merece, deseja e é.

Sinta neste momento a abundância que pulsa latente em todas as suas células, sinta seu coração tenro e permita que este calor interno se propaga em pura física quântica, atraindo pessoas, situações e sensações que ressoem na mesma potência da energia que te vibra.

Receba a sua semente de vida, o seu óvulo, enquanto recebe esta nova realidade de prosperidade, de prazer, de beleza, de expansão e vida!

 

Neste momento sinta paixão por si mesma, sinta tesão pelos sonhos que você deseja realizar, sinta prazer por estar viva!

 

Pouco a pouco, adentrando nos mistérios do feminino, nos mistérios de si e da vida, a mulher vai se apropriando de seu próprio poder, transcendendo suas ilusórias limitações e se percebendo como agente cocriadora de sua própria realidade. Nos tornando quem somos e permitindo que nosso corpo de mulher nos guie neste caminhar em direção à nossa melhor versão!

14045862_10154332868328930_3695492322126893294_n.jpg

*Texto por Morena CardosoMulher, mãe, terapeuta corporal, peregrina, buscadora, escritora- visionária e fundadora da DanzaMedicina- Reclaim your Wild and Sacred Feminine Essence. Morena há mais de uma década percorre lugares sagrados ao redor do mundo em diferentes culturas e tradições originárias; resgatando saberes ancestrais do feminino e ferramentas de cura pela psicoterapia do corpo e movimento; compartilhados hoje a centenas de mulheres em diversos países do mundo, na forma de Conferências, Workshops e Retiros.